co[R]pos

Um evento pensando a sustentabilidade e copos de plástico. Uma fagulha de ludicidez e, voilá!: co[R]pos.

via Pescandoluzes

“De onde saíram os co[R]pos?”, perguntei ao Zeca, um dos artífices da intervenção.

E o Zeca respondeu assim:

“Impressionante como nossos discursos estão, muitas vezes, dis-conexos de nossas atitudes e comportamentos. Sejam o cotidiano ou os fenômenos extraordinários da vida, há momentos que a relação fica frouxa.

Fiquei feliz com o discurso de sustentabilidade das pessoas que compunham aquele encontro de massa cinzenta brasileira, mas indignado porque o ser-sustentável ficou no papel, na boca, e todos puderam lançar (a) mão de um simples compromisso de consciência e implicações futuras, e jogar os copos descartáveis fora, lembrando que este é o destino dos co[R]pos (ciclos).

O que me preocupou de verdade não foram os copos. Os copos eram apenas um trampolim para apertar o nó em outra parte da rede. O peixe que eu queria pegar era outro. A relação fácil, de pegar o copo e largar rapidamente, a fugacidade nessa relação foi o que me chamou a atenção. A relação nós (interpessoais), e de nós com o ambiente está passando por um período bem complicado.

Depois que o copo é jogado fora, ele é literalmente esquecido. Não! Ele não existe mais, já não preciso mais dele em nossa existência. Isso é o que me preocupa, pois o corpo-nós-copo depois do uso, nunca aconteceu. E só existe copo porque algum corpo vai beber água.

Então, precisamos de cuidados nas nossas relações, é a isso que refiro. Somos energia ressonante que envia e recebe vibrações de rádio, pois “é só uma cabeça equilibrada em cima de um corpo, procurando antenar boas vibrações…”. Qualquer dos seres que somos por momentos (copos ou corpos) estão antenados espiritual, molecular e energeticamente com o nós a existir, numa ressonância que re-conecta.

E por empatia natural somos atraídos para o núcleo do nós.

Dois em um, dois-um, zero.”

Anúncios

Artistas, mestres e brincantes, hoje na Vila

Crédito imagem: Aldemir Martins

Nesta sexta, a partir das 19h, na Praça Central da Vila de Ponta Negra acontece o Auto Lá! O evento reúne mestres e brincantes locais de Congos, Bambelô, Coco, Boi, Pastoril e Lapinha – expressões da dimensão celebrante e sincrética da cultura popular.

Além desses, artistas da Vila de Ponta Negra e da Escola Técnica de Teatro da Zona Norte, cantam, contam e encantam o público, ao lado de outros performáticos do curso de Teatro, Dança e Artes Visuais da UFRN.

A Praça Central é aquela próxima ao terminal de ônibus da Vila de Ponta Negra.

Inter-religiosos encontram-se hoje

Outra edição dos Diálogos Criativos acontece hoje, às 19h, no auditório da Livraria Siciliano, no terceiro piso do shopping Midway Mall. O encontro desta noite discutirá a necessidade de um diálogo criativo entre as principais tradições espirituais da humanidade.

“Nesta época de fundamentalismos e intolerâncias”, diz Antonino Condorelli, “promover um diálogo construtivo entre as principais tradições espirituais é um dos principais desafios”. Idealizador dos Diálogos Criativos, Condorelli acredita que esse diálogo pode ocorrer a partir “do reconhecimento [por parte das tradições] da sua mesma natureza de caminhos de re-ligação do ser humano com a totalidade da vida e [através] dos seus princípios éticos comuns”.

A edição de hoje, chamada “Diálogo inter-religioso: um desafio para o século XXI”, contará com facilitadores representantes de diferentes tradições espirituais presentes no Rio Grande do Norte. Todos integram o pioneiro Fórum Potiguar de Diálogo Inter-Religioso e representam as seguintes tradições: Cristianismo Espírita, Budismo Tibetano, Islamismo, Cristianismo Católico, Cristianismo Anglicano e Budismo Zen.

O encontro é aberto. As inscrições podem ser feitas com R$ 10,00 ou 1 quilo de alimento não perecível. Estudantes com carteira têm 50% de desconto. Grupos de três pessoas pagarão o valor de 2 inscrições. Finalmente, ninguém será impedido de participar do encontro por falta de condições financeiras. Pessoas nessa situação devem contactar Condorelli pelo email: dialogoscriativos@yahoo.com.br

Diálogos Criativos: “Diálogo inter-religioso: um desafio para o século XXI”

Quando: Hoje, 16/12/09 – 19h às 22h
Onde: Livraria Siciliano, Shopping Midway Mall

Rápidas de eventos

A Casa de Ioga Sãdhana Pãda oferece um curso extensivo de ioga. Informações detalhadas com Mirian Aguiar: (84) 8899 0619.

Nesta sexta, 04/12 às 19h,30 tem roda de danças circulares no espaço da Lanchonete O Sandwish. Aberta, celebrante e brincante, a roda é coordenada por Soraya Delúzia, da Roda de Danças Circulares Giramundo. Mais informações:  (84) 3207 7044 ou (84) 8807 2549.

E também nesta sexta, às 19h, tem Vaieté do Tropa Trupe, no Circo da UFRN. Essa edição do espetáculo conta com convidados: Circos Grock e Itália, Mágico Tom, Músico Kin e Projeto Coco de Zambê de Simbaúma.

Feira de Troca na UFRN

Hoje, às 18h30, tem Feira de Troca no Centro de Biociências da UFRN. Um filme sobre economia solidária será apresentado durante a feira.

Aqui e acolá, temos objetos ocupando nosso espaço: livros, roupas, artesanatos… Todos bons de serem trocados, ou simplesmente passados para frente.

As Feiras de Troca desafiam o senso comum de que nossas negociações devem ser necessariamente em papel moeda.

PS. E ainda hoje, às 19h, também na UFRN, tem Cine Mambembe, exibindo o filme I Clowns, do Fellini. Entrada franca.

Lual de pizzas orgânicas

O lual de pizzas orgânicas é uma maneira descontraída, gostosa e saudável de apoiar o projeto Ecovila Pau-Brasil, no Pium, que busca na sustentabilidade um estilo de vida.

Participando do lual, você come bem, relaxa em meio a um ambiente aberto e sossegado, e ainda contribui com o desenvolvimento dos projetos da ecovila, que vão da bio-construção, ao consumo consciente da água, passando pela educação ambiental…

Lual de pizzas orgânicas

No cardápio, pizza vegana (não-assada e montada com folhas de acelga e pasta de castanha de caju temperado); pizza integral; e a pizza de polenta (feita com massa de polenta assada e coberta com legumes, com e sem queijo). E há muitos sabores: berinjela, abobrinha, brócolis com alho, marguerita e palmito. Neste lual, os organizadores prometem uma novidade: massa de pão assado.  Em algumas pizzas são adicionadas bordas de tofupiry, um queijo feito de tofu.

O lual acontece apenas quando há um número mínimo de interessados. Entre em contato com Larissa ou Pedro até o dia 02/12. Confirme seu interesse pelo telefone: 3237 0093. Há uma boa chance da gente se encontrar por lá.

Resumo

O que: Lual de pizzas orgânicas da Ecovila Pau-Brasil
Quando: 04/12, a partir das 19h.
Onde: Pium (Horta do Regildo, subir para o Lago Azul, 1ª rua a esquerda, cerca viva Sabiá)
Contribuição: R$ 20,00