Crescimento infinito?

foto christoph gielen

Durante condições oceânicas desafiadoras, certas águas-vivas “decrescem”. Elas não apenas perdem peso ou emagrecem; elas realmente perdem células e simplificam estruturas. Quando o tempo melhora, elas recrescem. Porque elas adicionam novas células e recrescem estruturas (não apenas engordando), elas de fato tornam-se rejuvenescidas – mais novas do que eram no princípio. Na outra ponta da escala, Edward Abbey há muito observou que o crescimento pelo bem do crescimento é a estratégia do câncer. Sabendo o que agora sabemos, parece que o mundo não pode produzir o bastante para crescer nossa saída da pobreza. Mas poderíamos certamente encolher para sair dela.

– Cal Safina, em
Occupied Economy

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s