Efeito borboleta?

arte Paul Prudence

“Quando percebemos na própria experiência que para atingir a felicidade não é preciso agarrar mas soltar, não é preciso procurar experiências agradáveis mas se abrir ao que é verdadeiro no momento, essa transformação de energia libera a compaixão dentro de nós. Nossa mente não mais se limita a afastar a dor nem a agarrar o prazer. A compaixão é a resposta natural de um coração aberto. Quando sossegamos e nos abrimos ao que está acontecendo a cada momento, sem apego nem aversão, desenvolvemos uma atitude de compaixão diante de cada experiência. A partir dessa atitude que desenvolvemos na prática, podemos começar a manifestar a verdadeira ação compassiva no mundo.”

Joseph Goldstein e Jack Kornfield, em
Seeking the Heart of Wisdom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s