E a mim também?

imagem: Amazon2008

Um velho trapista, Frei Theophane, conta a história de um Mosteiro Mágico. Diz que sabia que havia muitos pontos de vista interessantes, mas que não queria mais respostas pequenas; queria a grande resposta. Então, pediu ao mestre que o levasse diretamente à Casa de Deus.

Chegando lá, sentou-se e esperou pela grande resposta. Ficou em silêncio o dia inteiro e boa parte da noite. Tarde da noite, achou ter ouvido uma voz: “O que você está excluindo?” Estaria imaginando coisas? Mas a voz parecia estar em toda parte, sussurrando, rugindo: “O que você está excluindo?”

Theophane pensou estar louco. Levantou e correu para a porta. Precisava do conforto de um rosto humano ou de uma voz humana. Lá perto havia um corredor onde viviam alguns monges. O frei bateu numa das celas. “O que você quer?”, perguntou uma voz sonolenta. “O que eu estou excluindo?”, perguntou Theophane. “A mim”, a voz respondeu. Bateu na outra porta. “O que você quer?” “O que estou excluindo?” “A mim”, respondeu alguém. Bateu ainda em uma terceira porta e numa quarta e obteve a mesma resposta.

O frei pensou que aqueles homens só pensavam neles mesmos. Desgostoso, saiu do prédio. O sol estava nascendo, e Theophane deu-se conta de nunca ter falado com o sol. Então, perguntou ao astro: “O que estou excluindo?” E o sol respondeu: “A mim”. Isso liquidou o frei, e ele jogou-se ao chão. E a terra disse: “E a mim também”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s