Transporte público?

via Tiago Mesquita

Passe livre? Como podem chamar de livre um passe que vai custar R$ 2,30 a unidade? Que liberdade é essa? A de pagar caro por um seviço ineficiente? A de ser cobrado por um direito que deveria estar sendo garantido mas não está?

(…)

Natal tem mais de 1 milhão de usuários de ônibus. Se formos calcular o montante acumulado com os 60 centavos cobrados a mais de cada passageiro diariamente, teríamos ao fim de um mês (com 23 dias úteis) algo em torno de – pasmem – R$ 13,8 milhões. Talvez o cálculo não esteja certo, mas o valor certamente não é coisa pequena.

(…)

Disseram que a tarifa de transporte não vai aumentar. Mas disseram também que tudo que disserem sobre o aumento da tarifa é boataria. Como a gente vai acreditar que a tarifa não vai aumentar, quando toda e qualquer informação acerca de aumento na passagem dos transportes coletivos de Natal é boataria?

(…)

O direito de ir e vir é garantido por lei. Mas como podemos ir e vir quando o ônibus passa direto e nos deixa na parada? Como podemos ir e vir quando não encontramos um só ônibus de madrugada? Como podemos ir e vir quando nosso destino depende de um jogo de cartas marcadas?

(…)

Parece que ninguém se importa por uma luta realmente real. Todos preferem ficar na superfície dos superficialismos. Pensam que estão conquistando algum direito ao lutar por um não-aumento: todos escravos do sistema. Deveriam lutar por no mínimo uma redução da tarifa, no meio de tanta exorbitância. Ou uma gratuidade total, que é o mais sensato.

Aqui, aqui e aqui para acessar a íntegra dos textos.

Atualização em 04.12: Informações adicionais sobre o valor do aumento estão disponíveis nos comentários (Gratidão, Tiago).

Anúncios

Um comentário sobre “Transporte público?

  1. 60 centavos a mais é o reajuste aplicado a duas passagens: a de ida e a de volta.

    Vale salientar que está na iminência da tarifa chegar a R$ 2,35, conforme informações repassadas por vários membros do governo local, como o chefe do gabinete civil da prefeitura, o ex-secretário de mobilidade urbana e o próprio presidente do sindicato das empresas de transporte da cidade – que é um dos mais interessados no reajuste.

    Também pudera: com a implantação do passe livre as empresas agora podem se dar o luxo de arrebanhar toda bilheteria sozinhas. Não gostou? Desce e vai a pé!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s