Um leão por dia?

Um leão sedento, vindo de uma longa jornada e quase exausto, finalmente tem com um lago cristalino. Utiliza suas últimas forças para chegar até a borda e quando se dispõe a beber, encontra o reflexo de seu próprio rosto na superfície. Temendo que o leão que apareceu ali fosse mais feroz e aguerrido, retrocede uns poucos passos, confiando que seu competidor se retiraria.

Mas sua sede era urgente e ele sabia muito bem que não havia outro lago nos arredores onde pudesse saciá-la. Assim, regressou novamente e, decidido a beber, aproximou-se da lâmina d’água, quando então o outro leão voltou a aparecer.

Sua sede aumentava e já era irresistível, devendo ele beber imediatamente ou morrer. Suas forças esgotavam-se e em caso de ocorrer um  enfrentamento, o sedento leão sabia que não sairia vencedor. Bordeando o lago, cautelosamente dirige-se ao outro lado, procurando burlar o assédio de seu rival.

Ali, assim que coloca sua face sobre a superfície da água, vê o outro leão reaparecer. Sua sede, contudo, não mais lhe permite adiar e ele mal consegue manter-se em pé. Encurralado pela circunstância e espremido pela sede, abre uma face aterrorizante e lança um sonoro rugido para atemorizar a seu adversário. Mas o outro responde da mesma forma.

Então, sem poder admitir qualquer concessão, o sedento animal decide atacar o outro e pula lago adentro, precipitando-se para o fundo e desaparecendo, devorado pela água.

Anúncios

3 comentários sobre “Um leão por dia?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s